Poemas de Richard Joaquim Filho

Veja um grafo dos poemas de Richard Joaquim Filho

Cultura vive , arte resiste!
 

Rasta vem avisar 
favela unida Babilônia cairá 
Hip Hop cultura a resgatar.
Cultura vive
Arte resiste
Sou hip Hop
Sou Guerrilheiro
Sou gangueiro 
Sou também seu pesadelo
Na quebrada vou na fé
Levando meu axé 
Rap é compromisso 
Já dizia Sabotage 
Sou AntSistema 
Mandando minha mensagem. 
Meu sangue ferve
Estou aqui para abalar 
As estruturas do sistema
Não represento seu partido
Sua bandeira 
Sou chama ardente
Queimando seu preconceito
Sou insurgente 
Sou o monstro que o teu egosistema criou .
Sou rebelde armado até os dentes com mensagem Consciente 
Meu Microfone terrorista 
É arma de combatente 
Sou revolução 
Black Panthers da nação.
Liberdade de expressão 
Papel e caneta na mão
Tem o peso do fuzil 
Vou explodir sua intolerância, 
sua ganância.
Pra elite vou de Bang Bang 
Tô na febre 
Tô no jogo
Taco fogo
Sou quilombo
Sou palmares 
Sou o povo que sofre 
Sem justiça, 
Saúde e educação 
Sou poeta ritmo bélico 
Pra cima dos senhores da nação 
Sou Hip Hop resistência
Saudando todos irmãos 
Glorifico a memória dos que lutam 
Dos tombados no fronte fazendo revolução 
Saúdo a todos que fazem ocupação levando arte e informação.
0